30/09/2008

Ver mais do que ser

Por mais que evolua social e tecnologicamente, o homem ainda não aprendeu a deixar de lado a antipatia com o diferente, contrário ou, simplesmente, que não lhe seja rotineiro. Obstrui os próprios olhos quando é para enxergar as verdades alheias; nasce o preconceito.
A formação cultural de qualquer ser-humano sustenta-se principalmente no desenvolvimento do caráter, ou, especificando-se, na noção de "certo" e "errado". O problema é que muitas vezes há uma confusão psicológica quanto o que é realmene aceitável perane outra pessoa. Discrimina-se gostos, opções, etnias, vontades, atos e até julgamentos.
  A sociedade ainda não aprendeu a tolerar as novidades interpessoais, seja num grupo de deficientes físicos, numa família afro-descendente, num casal homossexual, em alguém vivendo só da arte ou vários outros casos. Há uma predisposição humana, quase que biológica, em barrar prontamente tudo aquilo que lhe for estranho; para, só depois, começar a julgar o quão aceitável é a vida/forma de viver em outrem. Mesmo quando questionado sobre suas ações "anti-diferenças", o homem omite que age assim: é o preconceito contra o preconceito.
 É policiando-se contra o instinto da antipatia, encarando o novo livremente e conseguindo enxergar sem qualquer tampão inerte, que deixa-se de lado o preconceito ou, pelo menos, a hipocrisia de que ele não existe.

Prova de Redação 
Tema: Ver com olhos livres
 Nota máxima
(talvez eu saiba dissertar ^^)

4 comentários:

Tiago Faller disse...

Explorando ao máximo nosso amado léxico, tão rico em belas palavras.

Valeu nota máxima! Sobretudo, pela crítica feita baseando-se em experiência própria.

Sim. Viveremos da arte, amigo!

mari in the sky.- disse...

AMEI!
QUEEE texto, hein, senhor Marcelo!
Parabéns, mereceu nota máxima mesmo.
É nessas horas que eu tenho orgulho de você, bomm menine! ^^
Acho que te fez bem dançar aê aê aê aê ê ê ê ê ôÔÔÔÔôoô... haha!

Mas, de verdade, acredito que foi uma das melhores coisas que você escreveu até agora, digo, tanto na construção do texto, quanto na idéia. Bom, acho que você se deu tão bem assim, porque já conhece esse tema ha um tempo, e tem bagagem suficiente pra pensar e escrever isso.
Beijos queridão

Celo Aglio disse...

já falei que amo vocês hoje?

Tato Barba disse...

Celão,
Estou de volta...

Link: www.numcafepequeno.blogspot.com

Antes escrever para poucos do que parar de escrever...rs

Abraço!