04/02/2009

Tanto Forte

Cassiana amava João.

Mas amava tanto, tanto e tanto, que não o conhecia.
O amor que ela tinha por ele era forte, forte tão forte que a cegava.

João amava Mariana.

Mas amava tanto, tanto e tanto, que a odiava.
O ódio que ela tinha por ele era forte, forte tão forte que não o fazia viver sem ela.

Mariana amava Raquel.

Mas amava tanto, tanto e tanto que transava com ela.
O tesão que ela tinha por ela era forte, forte, tão forte que a fazia o papel-higiênico escorregar.

Raquel amava Lídio.

Mas amava tanto, tanto e tanto que era casada com ele.
O companheirismo que ela tinha por ele era forte, forte, tão forte que os dois tinham um filho.

Lídio amava Lucas.

Mas amava tanto, tanto e tanto que era um pai curuja.
O sentimento que ele tinha por ele era forte, forte, tão forte que o desesperava ver seu filho morrer.

Lídio amava Pinóia.

Mas amava tanto, tanto e tanto que comprava pó dele todo dia.
O vínculo que ele tinha com ele era forte, forte, tão forte que ele começou a dever e foi baleado.

Pinóia amava Cassiana. 

Mas amava tanto, tanto e tanto que tentou conquistá-la
A paixão que ele sentia por ela era forte, forte, tão forte, que fingia que seu nome era João.

8 comentários:

Bárbara Araujo disse...

Você é tudo, tudo, tudo.

Lívia Brito disse...

CARALHO (com o perdão da palavra!).

Demais, muito bem feito.
Parabéns!

;)

Tiago Faller disse...

Tu escreves tanto, tanto, tanto, que é impossível eu ficar sem comentar um post seu.

Não podia faltar a pitada de Celo (tanto aqui, quanto no seu comentário), que sempre me arranca um sorriso do rosto, mesmo eu estando no escritório da empresa. =D

Fê Colcerniani Justo disse...

Nossa, Carambaaaaa.... Que legal! Que enredo, que desfecho, que junção!
Me lembrou algo estilo ''Quadrilha'' de Drummond, porém muito, muito mais contempôranio.
Fantástico!

Claudio Justo disse...

Pelo menos João e Cassiana se amavam!

Curioso como as tragédias, desde Sófocles, trazem dentro de seu valor moral, uma catarse final.

Parabéns!

Duda disse...

E eu gostei tanto, tanto, tanto que nem sei o que comentar. :P

***Gisele*** disse...

Muito original...

Lívia Brito disse...

os alunos estão consumindo sua mente ou você se perdeu na biblioteca?

;P