22/02/2008

Pleno Quotidiano II

Cena 2

(rua,um fusca parado em cena,iluminação de dia)

- Oi, você pode me dar uma informação?
- Sim.
- Onde fica a Avenida da Saudade?
- Olha, você virá aqui e vai por trás, não suba na primeira que é contra mão, pegue a terceira, dê a volta na praça e desça.É lá.
-(pausa) Valeu. (vai saindo com o fusca)
- (pausa) Eu to indo pra perto de lá agora. Me dá uma carona que eu te mostro direitinho.
-(longa pausa)...sobe aí.
(sobe no carro)
- Você é de onde?
- Rio.
- De janeiro?
- Não! Rio Tietê.
- Êta! Desculpa.
- Magina, a ironia sai às vezes. Vira aonde agora?
- Na próxima.
- Pra que lado?
- Direita... não! Esquerda, esquerda!
(o carro vira bruscamente)
- Porra! Prestenção, meu. Quase atropelei uma velha.
- Foi mal, tava destraido.
- Olha, sua função aqui é me dizer o caminho, nada mais que isso.
- Já falei, foi mal!
(silêncio)
-Dê a volta nessa praça agora.
(silêncio)
- Quantos anos você tem?
- Nossa! que pergunta retardada!
- Pára o carro, vou descer.
- Tá, desculpa.Tenho 23, porquê?
- Só pra saber.É que eu te dava menos.
- (risos) Sério? Quantos?
- Uns 18, 19 por aí.
- Minha cara é tão mais jovem assim?
- Não...é seu jeito mesmo.Meio, você sabe.
- (tom ameaçador) Não, não sei! Meio o que?
- Jovial.
- Jovial! Que porra e essa! Ta me chamando de criança é, pivete ?
- Se você quiser entender assim. E pivete nada, não sou tão mais novo que você. Tenho 18 e já estou na faculdade.
- Mimimimimi já estou na faculdade mimimimi, grandes coisa! Eu também estou e não fico me vangloriando.
- Vêm cá, você sempre acorda de ovo virado assim é? Não precisa de tanto nervo. Agora desce essa rua.
- Desculpa. É meu jeito. Às vezes eu ataco, mas não estou sentindo raiva.
- Se você diz...Bem, estamos aqui! Avenida da Saudade. Olha, minha faculdade é ali (aponta).
- Ah é? Eu to indo pra lá fazer a minha matrícula. Vou me mudar aqui pra essa cidade.
- Poxa, que legal! Que curso você vai fazer?
- Jornalismo, e você?O que faz aí?
- Estou no primeiro semestre de Jornalismo! Pô, vamos estar na mesma classe!
- Legal! Agora você pode descer do meu carro que eu tô com pressa. ( sai )
-(saindo do carro) Tudo bem, Império da Educação.
- Qual tem nome, brother?
- ...Marcos. E o seu?
- (vai saindo) Espera eu responder "presente" na chamada!(sai)
Marcos:- (só) ...eis o cotidiano...(sai pra outro lado)

(B.O)

Um comentário:

Sr. Faller disse...

Cara.. Tenho que dizer, curti pakas e ri a lot!!

Muito bons os cortes, a pseudo conversa. Imaginar a situação, a cara do "guia" quando levava o toco. Muito , muito bom! Hilário!

Abraços, meu piá.

:Tih Faller.